Dreams are renewable. No matter what our age or condition, there are still untapped possibilities within us and new beauty waiting to be born.

-Dale Turner-

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Aimez-vous

  
Como faz tempo que não venho até aqui, decidi recompensá-los com mais uma loucura minha. A idéia é a seguinte: Convidei dois dos meus amigos para redigir um texto, só que apenas eu sei quem são, nem eles mesmos sabem. as falas foram escritas às escuras. Vamos se alguém descobre quem são.Alguns dos que me visitam costumam lê-los bastante. =]

always betwee the lines... betwee the lines...


   O verão estava anormalmente quente e parecia ainda mais sufocante dentro das paredes daquele quarto. A menina olhava pro teto procurando algo que pudesse fazer numa terça a noite pelas ruas de Belo Horizonte. Não tinha vontade de ligar pra ninguém, queria estar sozinha, mas não com o silêncio da própria casa. Levantou, arrumou os cabelos, apanhou as chaves e ganhou a rua.
   Ela não sabia muito bem pra onde ir, mas seus pés a levaram instintivamente a um bar que a muito não visitava. Lá estavam guardadas muitas memórias, boas e ruins, que queria evitar. Sentou-se numa mesa que a permitia olhar a rua. O garçom veio depressa com um sorriso no rosto.
   - Minha querida, quanto tempo! Por onde andou? Nos deixando de lando, hein?!
  - Muito tempo mesmo. E que por vezes agente tem que se fechar um pouco pra colocar os pensamentos em ordem.
    - É verdade... Mas está aqui hoje pra se divertir, certo?
    - Sim, a intenção hojé é desligar do mundo e seus percausos. 
    - O que vai beber, meu bem? 
    - Traga o seu melhor vinho, por favor! - E o garçom saiu apressado.
  Esperando a bebida, ela começou a correr os olhos pelas mesas. Eram muitos rostos novos, mas ainda tinha aqueles antigos. Quando os via, logo olhava para o outro lado, não queria que ninguém fosse encomodá-la.
  Foi então que ela a viu e foi como se um gancho puxasse seu estomago para baixo. Os cabelos mais curtos, um pouco mais magra, mas com os mesmos olhos negros brincalhoes de sempre. Não dmorou pra que eles encontrassem os dela. O Garçom trouxe a bebida, as mãos gelaram e o coração acelerava cada vez mais a medida em que ela se aproximava de sua mesa. Ela não sabia o que dizer quando ela chegasse, então preferiu encher a boca com um gole de vinho e deixá-la falar primeiro.
   - Pensei que fosse miragem... Tive que vir aqui e conferir se era você mesma.- Disse entre risos.
   - Então, conseguiu matar a curiosidade? Sou eu sim.
  Ela sorriu mais uma vez e se sentou.
   - Conta, o que te trouxe devolta depois de tanto tempo? Pensei que não te veria mais...
   - É que achei que era hora de tocar a vida, conhecer gente nova, me divertir um pouco.
   - Mas pra quem quer conhecer gente nova, não é tão contraditório estar justo aqui, nesta mesa?
  - Verdade, mas acabei me acostumando com a vista daqui, consigo observar todo mundo.- Disse procurando uma evasiva.
  - Ou talvez seus olhos não tenham se habituado às outras vistas. Sabe como é... “O bom filho a casa torna”, não é assim que dizem? - Disse sem saber que nem outros vistas ela tentou olhar.
  - Pode ser, na verdade me sinto bem aqui neste lugar, em especial nessa mesa. Foram ótimos momentos vividos aqui.- Disse e logo se arrependeu com medo de ter se entregado um pouco.
  - Pensei por um momento que fosse negar o inegável, meu bem.
  - Meu bem? Hoje em dia soa estranho você me chamando assim. Nunca negaria algo que foi tão bom...
  - Nunca negaria? Não foi o que pareceu quando você saiu por aí com suas dúvidas.
  - Não negaria um dos momentos em que fui mais feliz. E se saí por ai com dúvidas que pra mim eram certezas, foi porque você  permitiu que elas pousassem dentro de mim.
  - São dúvidas que passaram por mim assim que te vi, mas não precisei fugir em busca de respostas. Espero que ao menos tenha encontrado alguma.
  - Cada um reage da forma que lhe causa menos dor, certo? Ainda tenho procurado, talvez por isso esteja sentada nessa mesa.
  - Então faça como eu escolho fazer, se sua resposta estiver diante de você, apenas diga que sim, porque mesmo com todo o rancor, aqui na sua frente, ainda permaneço a mesma.
 Ela abaixo a cabeça, fechou os olhos e respirou bem fundo antes de responder.
  - Na verdade a resposta sempre esteve na minha frente e eu teimei em não ver. Então... não solta mais a minha mão?
 A outra sorriu enquanto os olhos marejavam
  - Durante todos esses meses vim a este bar esperando este pedido.
 Se levantou, segurou com carinho a mão da outra e a beijou nos lábios com carinho.

7 comentários:

Jão disse...

Boa essa sua brincadeira meu bem! Já pintou até algumas ideias por aqui.

A história ficou incrivel, e lendo assim depois de tudo pronto, pare mesmo com algo vivido a tempos atrás.

Beijos aninha!

Joyce disse...

baby....ficou simplesmente massa!

foto,trilha e história ...tudo matador e cheio de bom gosto!

qual será a identidade secreta de quem te ajudou a executar tão belo post???!!!!


i'm so curious,girl!!


bjooo

Xael disse...

um grande final pra uma ótima historia, mas acho que meu coração já esta calejado de esperar pela pessoa amada, sei que um dia irei encontrar... mas a esperança esta pouca.. mas é bom tocar a vida, parar de esperar, viver sem medo de se machucar e sorrir sem vergonha de quem vai olhar... e assim sem querer, mesmo já esperando, chega o tal desejado momento. é dificio saber que nem tudo é assim tao simples que a vida se colocar cada vez mais complicada, nos ensinando a viver e a batalhar por tudo que deseja. faz parte, o que nos resta e sair pra divertir, curtir cada momento. sejamos felizes mesmo que o momento nao seja feito pra isso, afinal os unicos quem podem muda-lo somos nós mesmo.

Déya disse...

ola vim do blog do Jão conhecer vc..
legal por aqui..

beijO..

ANDRÉYA

Viviane Moraes disse...

Bom assim fica difícil, pra quem não tão fiel assim.rsrs
Mas eu tento..

Fiz umas mudanças, espero que goste
http://vividoavesso.blogspot.com/

Bjs
Fica com Deus flor *-*

Viviane Moraes disse...

tem presente pra ti...

Beijos *-*
http://vividoavesso.blogspot.com/2011/02/selos.html

Jão disse...

Ei meu bem.

tem presente pra você la no cantinho dos selos

http://coisasdejao.blogspot.com/p/selos.html

espero que goste

Ps. Adoro vc viu!!!!

Postar um comentário